Eu, bomba



Eu sou uma bomba.
Eu sou uma arma,
Um dedo no gatilho.
Explodo, espalho,
Atiro as dores no chão frio
Implodo os medos e inseguranças.
E ainda assim eu não os derrubo totalmente


Eu sou uma bomba.
Prestes a explodir.
Nos últimos segundos.
Sou o silêncio ensurdecedor do fim
Sou a tempestade na calmaria

Ouça o tic tac
Respire fundo
Pense mais um pouco
Não vai querer estar perto
Não vai querer arriscar

Eu ouço, tic tac 
E consigo sentir
Dentro da inutilidade
Explodiu-se o mundo em mim 




Eu, bomba Eu, bomba Reviewed by A escritora sonhadora on 00:00 Rating: 5

Nenhum comentário